Dólar alto? Inflação? Nada disso é problema para MC Guimê. O cantor se gaba de
conseguir driblar a crise e faturar cada vez mais. Com a agenda cheia, o funkeiro
de 22 anos hoje faz de 20 a 30 shows por mês – com cachês que variam entre R$
35 mil e R$ 50 mil por apresentação – e diz que leva a vida que sempre
sonhou.Atualmente, Guimê atingiu outro nível de ostentação e, além de calças,
camisas e tênis, também coleciona joias. “Antes eu comprava com um amigo
ourives aqui de São Paulo, mas fica caro. Uns dois anos atrás fui para os Estados
Unidos e comprei umas lá.

Reprodução

Reprodução