Morreu, nas primeiras horas deste domingo (22), no Rio de Janeiro, o ator Cláudio Marzo. Ele estava internado no Centro de Tratamento Intensivo da Clínica São Vicente, no bairro da Gávea, há pouco mais de duas semanas para tratar de um quadro infeccioso de pneumonia e um enfisema pulmonar.

Ainda não há informações sobre o velório do ator. A assessoria de imprensa do hospital informou ao site G1 que Marzo queria ser cremado. A família está aguardando a chegada de um filho da Austrália para tomar os próximos passos.

Na última quarta-feira (11), ele, que se tornou bastante conhecido do público na novela Véu de Noiva, em que fez par romântico com Regina Duarte, tinha apresentado uma pequena melhora em seu estado de saúde, mas seguia sem previsão de alta. Desde 2013, Claudio, que era fumante, sofre com problemas pulmonares e estava sempre entrando e saindo do hospital.

Cláudio deixou três filhos: a atriz Alexandra Marzo, fruto de seu relacionamento com Betty Faria, Diogo, de seu casamento com a atriz Denise Dumont, e Bento, fruto de seu envolvimento com a também atriz Xuxa Lopes.

História na telinha

A última novela de Marzo foi Desejo Proibido (2007). O ator, um dos maiores galãs do início da teledramaturgia nacional, começou sua carreira na televisão em telenovelas na década de 1960. Atuou em quase quatro dezenas de programas do gênero, com destaques para Irmãos Coragem (1970), Saramandaia (1971), Pantanal (1990), Fera Ferida (1993), Cambalacho (1986), A Moreninha (1965), Mulheres Apaixonadas (2003) e A Indomada (1997).

Também marcou presença em mais de 30 filmes, entre eles A Dama da Lotação (1978), Perfume de Gardênia (1992), O Xangô de Baker Street (2001) e O Homem Nu (1997), papel que lhe deu o renomado prêmio de Melhor Ator no Festival de Gramado. Seu último filme foi A Casa da Mãe Joana (2007). O ator também esteve em minisséries como Aquarela do Brasil (2000) e diversos episódios de Você Decide .

Entre tantas produções, o próprio ator destacou Pantanal como sua novela favorita em votação realizada em 2003. Na trama, exibida na extinta TV Manchete, ele vivia o protagonista José Leôncio.